quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

AMIGAS E AMIGAS........

video

Sou a Miss Imperfeita, muito prazer! ( Martha Medeiros)

Eu não sirvo de exemplo para nada, mas, se você quer saber se isso é possível, me ofereço como piloto de testes.

A imperfeita que faz tudo o que precisa fazer, como boa profissional, mãe, filha e mulher que também sou: trabalho todos os dias, ganho minha grana, vou ao supermercado, decido o cardápio das refeições, cuido dos filhos, marido (se tiver), telefono sempre para minha mãe, procuro minhas amigas, namoro, viajo, vou ao cinema, pago minhas contas, respondo a toneladas de e-mails, faço revisões no dentista, mamografia, caminho meia hora diariamente, compro flores para casa, providencio os consertos domésticos e ainda faço as unhas e depilação!
E, entre uma coisa e outra, leio livros.

Portanto, sou ocupada, mas não uma workholic.

Por mais disciplinada e responsável que eu seja, aprendi duas coisinhas que operam milagres.

Primeiro: a dizer NÃO.

Segundo: a não sentir um pingo de culpa por dizer NÃO.

Culpa por nada, aliás.

Existe a Coca Zero, o Fome Zero, o Recruta Zero.

Pois inclua na sua lista a Culpa Zero.

Quando você nasceu, nenhum profeta adentrou a sala da maternidade e lhe apontou o dedo dizendo que a partir daquele momento você seria modelo para os outros. Seu pai e sua mãe, acredite, não tiveram essa expectativa: tudo o que desejaram é que você não chorasse muito durante as madrugadas e mamasse direitinho.

Você não é Nossa Senhora.

Você é, humildemente, uma MULHER..

E, se não aprender a delegar, a priorizar e a se divertir, bye-bye vida interessante.

Porque vida interessante não é ter a agenda lotada, não é ser sempre politicamente correta, não é topar qualquer projeto por dinheiro, não é atender a todos e criar para si a falsa impressão de ser indispensável.

É ter tempo.

Tempo para fazer nada.

Tempo para fazer tudo.

Tempo para dançar sozinha na sala.

Tempo para bisbilhotar uma loja de discos.

Tempo para sumir dois dias com seu amor.

Três dias! Cinco dias!

Tempo para uma massagem.

Tempo para ver a novela.

Tempo para receber aquela sua amiga que é consultora de produtos de beleza.

Tempo para fazer um trabalho voluntário.

Tempo para procurar um abajur novo para seu quarto.

Tempo para conhecer outras pessoas. Voltar a estudar Para engravidar.
Tempo para escrever um livro que você nem sabe se um dia será editado.

Tempo, principalmente, para descobrir que você pode ser perfeitamente organizada e profissional sem deixar de existir.

Porque nossa existência não é contabilizada por um relógio de ponto ou pela quantidade de memorandos virtuais que atolam nossa caixa postal. Existir, a que será que se destina? Destina-se a ter o tempo a favor, e não contra.

A mulher moderna anda muito antiga. Acredita que, se não for super, se não for mega, se não for uma executiva ISO 9000, não será bem avaliada. Está tentando provar não-sei-o-quê para não-sei-quem.

Precisa respeitar o mosaico de si mesma, privilegiar cada pedacinho de si. Se o trabalho é um pedação de sua vida, ótimo! Nada é mais elegante, charmoso e inteligente do que ser independente. Mulher que se sustenta fica muito mais sexy e muito mais livre para ir e vir. Desde que lembre de separar alguns bons momentos da semana para usufruir essa independência, senão é escravidão, a mesma que nos mantinha trancafiadas em casa, espiando a vida pela janela.

Desacelerar tem um custo. Talvez seja preciso esquecer a bolsa Prada, o hotel decorado pelo Philippe Starck e o batom da M.A.C. Mas, se você precisa vender a alma ao diabo para ter tudo isso, francamente, está precisando rever seus valores.

E descobrir que uma bolsa de palha, uma pousadinha rústica à beira-mar e o rosto lavado (ok, esqueça o rosto lavado) podem ser prazeres cinco estrelas e nos dar uma nova perspectiva sobre o que é, afinal, uma vida interessante.

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

REMEXENDO NA VIDA

Voltando ao passado...
Maria Antônia Canavezi Scarpa

Quando o tempo, resolveu mexer no meu passado
eu pedi que ele não me machucasse,
revelei que já havia adquirido rugas,
vincos na face e um pouco mais pele flácida,
já não tinha tanta destreza em certas situações
ele teria que pegar leve com os meus sentimentos,
fiquei vulnerável, conversamos sobre dores, sobre perdas
esclarecemos, que a fidelidade é importante num mundo a dois
deve ser sólido, ter respeito, já que sempre temi mágoas,
porque não sei perdoar, quem me magoa.
Todas as cartas foram colocadas à mesa
o jogo que iria começar, não poderia ter trapaças.

Estabelecemos que nos respeitaríamos,
levaríamos em consideração todos os detalhes,marcantes,
não poderiam me influenciar e nem me ferir;
As regras foram claras e assinamos um acordo,
que os fatos não poderiam dominar o coração,
sou muito frágil para novas investidas...
O passado pode parecer águas estagnadas,
mas se nos atirarmos nelas poderemos nos contagiar
e se não houver um antídoto imediato,
seremos contaminados e quem sabe poderemos morrer
desse vírus que nos invade letalmente : e se denomina : saudade!


Mas quando tudo estava programado,
eu que há muito permanecia adormecida, fui acordada
para o rompimento desse acordo, sem respeito,
o tempo resolveu alterar tudo,burlando todos os encantos,
vieram os deslizes e a minha razão foi afundando,
aflorando a insensatez, que mantive até então aprisionada,
mexeu no meu castelo de areia, empurrou-o com os dedos
até que todas as paredes desmoronaram

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

2º ENCONTRO DAS MENINAS DA NET


AS MENINAS E O MARIDÃO DA DIONE...GENTE FINÍSSIMA....



CARMEM SILVANA E DIONE(COM OS ÓCULOS DE GRIFE)CHIQUERETÉZIMA



O ENCONTRO SÓ PODIA TER SIDO NO AEROPORTO...SÓ TINHA AVIÃO..TA CERTO QUE TEM UM JUMBO BEM NA DIREITA NÉ....



CARMEM LENIR E DIONE...


NÃO SEI O QUE TANTO A CARMEM PROCURA NA BOLSA....



OLHA A DIONE AI GENTE,...UMA SIMPATIA



PAULINHA OLHA SÓ O FERVO EM VOLTA DO CARTAZ


COM DIREITO A CARTAZ E TUDO MAIS....

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

NIVER DA LÚ ...FOI MUITA DIVERSÃO


PREFIRO NÃO COMENTAR......KKKKKKKKKKKKKK



CREDOOOO..O QUE A CERVEJA FAZ COM AS PESSOAS...KKKKKKKK



OLHA A CARA DESTA FIGURA



GRANDE SEVERINO


OLHA A SIMPATIA DA DAI..



TAVA MUITO LEGAL MESMO


MINHA PENTELHA


A ANIVERSARIANTE TAVA MAIS LINDA QUE NUNCA...


QUE DUPLINHA



DENIS...TAVA MIL



NINGUEM SABE O QUE TEM POR TRÁS DESTA FOTO..MAS DÁ PARA IMAGINAR PELA CARA DA CRIATURA....KKKKKKK

sábado, 7 de novembro de 2009

POR BAIXO DOS PANOS (MARTHA MEDEIROS)

O underwear feminino segue sendo uma das peças-fetiche do sexo. Volta e meia as revistas fazem enquetes com os homens para saber qual o tipo de lingerie que os faz subir pelas paredes: vermelha, dourada, com renda, sem renda, tigrada, zebrada, transparente. As mulheres, por elas, comprariam apenas as branquinhas de algodão, bem confortáveis, e não se falaria mais nisso, mas nos exigem uma postura mais agressiva: temos que dar nosso recado através da roupa de baixo. Tudo bem, não custa nada realizar as fantasias alheias e as nossas próprias, faz parte dos jogos do amor. Mal sabem eles que nosso problema com calcinhas e sutiãs é bem outro.

Ela estava no médico. Uma quinta-feira à tarde. Consulta no dermatologista. Uma manchinha branca entre os dedos a estava angustiando, e resolveu consultar um especialista para descobrir se era uma micose ou coisa mais grave. Conversaram um pouco. Ela mostrou a mão para o doutor. Ele perguntou se haviam outras manchas como aquela em outras partes do corpo. Ela disse: 'Não que eu tenha percebido'. Danou-se. 'Por favor, passe para aquela sala e tire a roupa que vou examiná-la'.

Toda mulher já passou por essa situação. Esquecer que tinha médico agendado, esquecer da possibilidade de ter que tirar a roupa, esquecer de colocar uma calcinha decente.Você estará com aquela calcinha puída que comprou quatro anos atrás, numa época em que conseguia distinguir se ela era amarela, branca ou bege. Ela mesma, sua adorada calcinha de estimação, que você só veste quando seu marido está viajando para não haver testemunha desta sua inclinação pela pré-história do pret-à-porter. Mas você esqueceu da droga do médico. Que, além de perebenta, acaba de descobrir que você é uma relaxada.

Como todos sabem, não há nada tão ruim que não possa piorar. Você está novamente no médico, foi lá apenas para que ele observe seu couro cabeludo, pois está perdendo os cachos a cada lavagem. De repente, ele percebe que você está com uma coceira estranha na perna e ordena que você de dispa. Sim, você. Você que tem um encontro marcado com um clone do Rodrigo Santoro logo mais à noite e está vestindo aquela calcinha preta tamanho extra-small, sabor morango, com um fecho na frente e a frase Sou tua, Tigrão bordada na bunda. O que fazer neste momento? Chame o doutor para um cafezinho e confesse que seu codinome é Kátia Flávia.
Todos os homens merecem ser surpreendidos por nossa lingerie. Mas não nosso médico. Nem mesmo o legista. Ao acordar de manhã, avalie bem o que está usando. Nunca se sabe o que o dia nos reserva."

O HOMEM DE ROUPÃO ( MARTHA MEDEIROS)

O Homem é um arraso. Alto, bonito, meio enigmático. Conversa de modo pausado e olhando nos olhos, e que olhos. Não faz cinco minutos que você conheceu a peça e já está pensando na simpatia que vai fazer em casa para que este executivo abençoado e solteiro entre na sua... Mas parece que não vai ser preciso. Escute: ele está convidando você para jantar.

No restaurante, foi educado, divertido e não permitiu que você rachasse a conta com ele. Abriu a porta do carro para você entrar. é agora. Você vai ou não vai conhecer o apartamento do executivo abençoado e solteiro? Voce já está lá.

Tudo muito bonito. Muito bem decorado. mas estranhamente asséptico para um homem que mora sozinho. As plantas estão todas vivas e serelepes. Os vidros, imaculados. Tapetes penteados todos para o mesmo lado. E o quarto? Livros com autores em ordem alfabética. Nenhum sapato em baixo da cama. Nem sinal de ácaros. Você aproveita que ele não está por perto e abre o guarda-roupa. Tudo separado por cores, em degradê. É o Imeldo Marcos dos sapatos, pares em profusão, porém nenhum tênis. Ternos Ermenegildo Zegna e as gravatas guardadas em gavetas etiquetadas com nomes de países: Inglaterra, França, Japão. Você fecha tudo com cuidado e se pergunta: onde esse homem se enfiou?

No banheiro. Tomando um longo banho. Pelo visto, não está com pressa. 45 minutos depois, ele reaparece de roupão branco com o brasão da família bordado. Cuidadosamente penteado. Hidratado. Perfumado. Como você vai fazer sexo com esse cara sem desmanchá-lo?

Na hora do bem-bom, tudo bem mais-ou-menos. Primeiro, um papai-e-mamãe. Depois, papai-e-mamãe. E por último, papai-e-mamãe. Você se sente casada com ele há 46 anos. De repente, uma esperança: ele chama você para a banheira. É agora que vai começar a selvageria. Ele joga você dentro d’água. Alcança três toalhas. E bate a porta, rumo a outro banheiro, pois prefere uma chuveirada.

Quando você volta para o quarto, os lençóis já foram trocados, a janela foi aberta para arejar o ambiente e toca As quatro estações, de Vivaldi. Ele, de dentes escovados, hálito puro, convida você a se retirar. Você sai e ainda dá tempo de vê-lo limpando suas digitais do trinco da porta. Você que já havia enfrentado todo o tipo de depravado, jamais imaginou que um dia seria vítima de um maníaco por si mesmo."

SENTIR-SE AMADO (MARTHA MEDEIROS)

O cara diz que te ama, então tá. Ele te ama.

Sua mulher diz que te ama, então assunto encerrado.

Você sabe que é amado porque lhe disseram isso, as três palavrinhas mágicas. Mas saber-se amado é uma coisa, sentir-se amado é outra, uma diferença de milhas, um espaço enorme para a angústia instalar-se.

A demonstração de amor requer mais do que beijos, sexo e verbalização, apesar de não sonharmos com outra coisa: se o cara beija, transa e diz que me ama, tenha a santa paciência, vou querer que ele faça pacto de sangue também?

Pactos. Acho que é isso. Não de sangue nem de nada que se possa ver e tocar. É um pacto silencioso que tem a força de manter as coisas enraizadas, um pacto de eternidade, mesmo que o destino um dia venha a dividir o caminho dos dois.

Sentir-se amado é sentir que a pessoa tem interesse real na sua vida, que zela pela sua felicidade, que se preocupa quando as coisas não estão dando certo, que sugere caminhos para melhorar, que coloca-se a postos para ouvir suas dúvidas e que dá uma sacudida em você, caso você esteja delirando. "Não seja tão severa consigo mesma, relaxe um pouco. Vou te trazer um cálice de vinho".

Sentir-se amado é ver que ela lembra de coisas que você contou dois anos atrás, é vê-la tentar reconciliar você com seu pai, é ver como ela fica triste quando você está triste e como sorri com delicadeza quando diz que você está fazendo uma tempestade em copo d´água. "Lembra que quando eu passei por isso você disse que eu estava dramatizando? Então, chegou sua vez de simplificar as coisas. Vem aqui, tira este sapato."

Sentem-se amados aqueles que perdoam um ao outro e que não transformam a mágoa em munição na hora da discussão. Sente-se amado aquele que se sente aceito, que se sente bem-vindo, que se sente inteiro. Sente-se amado aquele que tem sua solidão respeitada, aquele que sabe que não existe assunto proibido, que tudo pode ser dito e compreendido. Sente-se amado quem se sente seguro para ser exatamente como é, sem inventar um personagem para a relação, pois personagem nenhum se sustenta muito tempo. Sente-se amado quem não ofega, mas suspira; quem não levanta a voz, mas fala; quem não concorda, mas escuta.

Agora sente-se e escute: eu te amo NÃO DIZ TUDO.

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

ENCONTRO DAS MENINAS DA NET


GURIAS...OBRIGADA PELO DIA MARAVILHOSO...



MIGUXONAS UNIDAS



MINHA NAVEGADORA MUNIDA COM TODOS OS APETRECHOS..E ASSIM MESMO A GENTE CONSEGUE SE PERDER...COM EMOÇÃO A COISA É MELHOR





FOI AQUI QUE TUDO COMEÇOU..EM LAJEADO NA CASA DA ANA...DEU ÁGUA NA BOCA?



EU ANA E A WOOPI GOLDBERG...HAHAHAHA...VULGO...ANALÚ...




ISSO JÁ TA VIRANDO QUADRILHA

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

TEATRO SÃO PEDRO COM A FAMÍLIA


A MELHOR PARTE


















TEATRO SÃO PEDRO







PURA SIMPATIA...TU NÃO É FRACA NÃO



OLHA QUE CHIQUETOSA

MENINAS PERDIDAS EM LAJEADO...


NIKAS ....UMA DOÇURA




É FÁCIL CHEGAR ATÉ NA CASA DA ANA...SEGUNDO O GPS É VIRAR A ESQUERDA E CHEGAR AO SEU DESTINO...CREDOOOOOOOOOO....




ESSA DUPLA TEM HISTÓRIA PRA CONTAR.. TUDO VIRA MANCHETE..


OLHA A ANA QUERENDO DAR ZOOM NA FOTO....ELA NÃO PERCEBEU QUE ERA DESNECESSÁRIO....A MODELO JÁ TINHA ZOOM O SUFICIENTE...rsrsrsrsrs

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

REFAZER

O termo Refazer significa, fazer novamente. Um trabalho para escola, um penteado, uma prova para faculdade.... uma vida....Sim, quase tudo pode ser refeito.
E ainda temos a vantagem de saber onde erramos e corrigir ou mudar o que não ficou bem feito.
Nada como a gente pegar uma vida novinha, com cheirinho de fábrica, e ir traçando bem certinho,os prazeres, os valores, os amigos, e principalmente os amores...
Ah! Os amores...estes são os maiores erros e acertos de nossas vidas, na maioria das vezes são por causa deles que temos que recomeçar novamente...
E quem disse que não é bom recomeçar?
Quando se recomeça algo, as chances de acertar são maiores, mas isso não significa que vamos acertar desta vez, apenas temos chances de escolher outra resposta, mas 98% vão ter que recomeçar novamente...lei da vida...
Mas pelo menos vamos tentando, refazendo, recomeçando, seja lá como preferir, mas sempre vamos nos dar a chance de acertar.Porque estamos aqui para fazer o nosso melhor, se não foi desta vez, pode ser na outra...

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

FORQUETINHA NA SEXTA FEIRA...25/09/2009

Hoje fui ao Vale Real...mais precisamente em Forquetinha terra onde minha miguxa Carmem guarda grandes recordações da infância, o lugar é lindo, a natureza parece que foi feita sob medida...Tirei algumas fotos pra voces terem noção do que estou falando...