sábado, 22 de outubro de 2011

UM SÁBADO QUALQUER


Hoje é um sábado qualquer, mas eu vou pegar ele e transformar num dia inesquecível.
Pra começar meu neto depois de tempos está aqui em casa, isso já deu um brilho diferente neste dia que tinha tudo pra ser igual.
Mas o que vai fazer a diferença , é algo que está dentro deste peito e desta alma, que já passou por tantas coisas ruins, que já chorou tão doido que a lágrima chegou a queimar o rosto de tão quente, e de tanta dor.
Hoje estou bem, realmente não sei por quanto tempo, mas vou aproveitar o máximo que eu puder...Foram tantas transformações nestes últimos anos, foram tantas turbulências de sentimentos, que eu pensei que ia surtar...
Surtar? Que nada...o verbo certo seria: Amadurecer, crescer, se encontrar, se despachar, saber, viver...... e SABER VIVER...
Aí está a chave de todas as portas. Mas é tão difícil saber viver, porque temos uma idéia pronta de como queremos a vida, e se ela se apresenta diferente daquilo que idealizamos, já não ta bom .. E quem garante que como queremos é o BOM?
Por essas e por outras , quando o dia amanhece eu prefiro contar com a surpresa do dia, e viver emoções diferentes daquelas que eu havia planejado.
No começo deste mes, o dia já estava quase acabando , já não esperava muito mais daquele dia, quando VIVI algo intenso, lindo,e que já nem pensava mais que poderia acontecer...E tudo começou com apenas um Roçar de rosto, e um olhar que não vou esquecer.
Então minha NEGA, pegue os dias que parecem comuns,e descubra neles o teu melhor...
E viva tudo com o brilho do teu olho, com o calor do teu corpo, e a alegria do teu sorriso.... que nunca mais os dias serão apenas dias...eles passarão a ser vida...
Beijos
Silvana